Verde VidaDrogaria AlvesEspaço do CorpoPreta Forner 970x200


Notícia

 
Quarta-Feira, 18 de Outubro de 2017
Estudante é ferida na cabeça por pedaço de ferro durante aula e família reclama de omissão em Barrinha, SP
Estudante de 13 anos sofreu traumatismo craniano durante atividades de educação física em escola municipal. Pai diz que unidade de ensino e Prefeitura não prestaram nenhum tipo de assistência.
Estudante é ferida na cabeça por pedaço de ferro durante aula e família reclama de omissão em Barrinha, SP
A família de uma estudante de 13 anos acusa a Prefeitura de Barrinha (SP) de omissão depois que a adolescente foi atingida na cabeça por uma barra de ferro dentro de uma escola municipal. Segundo o pai, ela participava de uma atividade na quadra da unidade quando o objeto, preso por um pedaço de corda, caiu em cima dela.

O técnico em climatização Cledson Ortolani reclama que a instituição e a Administração não prestaram nenhum tipo de assistência à filha e registrou um boletim de ocorrência por lesão corporal.

Procurado, o secretário municipal de Educação Marcos Goulart não foi localizado para comentar o assunto.

A estudante passou por exame de corpo de delito e a Polícia Civil aguarda o laudo do Instituto Médico Legal (IML) para dar andamento ao caso.

Descaso

O acidente aconteceu na quadra da Escola Municipal Dr. Antônio Duarte Nogueira no dia 22 de setembro, quando os alunos do 8º ano participavam da aula de educação física. A adolescente, que não se identificou a pedido do pai, diz que a armação lateral de ferro se soltou quando ela aguardava a saída dos colegas.

“Eu estava jogando e o professor mandou a gente esperar do lado da quadra. Aí eu fui embaixo do ferro e ele caiu em cima da minha cabeça, e eu não lembro o resto que aconteceu comigo”, diz.

Segundo o pai, o professor de educação física relatou no fichário que a estudante não se queixou de problemas e foi dispensada ao fim da aula, não sendo levada ao hospital. Só no dia seguinte, quando notou a sonolência incomum e a dor de cabeça, é que a jovem contou à família sobre o acidente.

A garota foi encaminhada ao Hospital das Clínicas (HC) de Ribeirão Preto (SP), onde foi diagnosticada com traumatismo crânio-encefálico. Mesmo após receber alta, a jovem relata fortes dores de cabeça e o uso contínuo de medicamentos para cessar o desconforto.

“Eu sinto muita dor de cabeça. Não passa, só com remédio. Mas quando eu tomo, passa e volta de novo. Eu posso ir para a escola, mas quando dá dor de cabeça eu tenho que ligar pro meu pai ir me buscar. Eu acho que é por causa da batida. Ainda dói”, diz.

Nesta terça-feira (17), a estudante passou por um neurologista, que receitou uma nova medicação e a afastou das atividades por mais cinco dias. Para o pai, em nenhum momento a escola ou a Secretaria Municipal de Educação procuraram prestar assistência à filha.

“Há quantos dias eu estou correndo com a minha filha e o meu serviço está todo parado? Eu gostaria que eles tomassem uma providência e o que tiver de arcar que eles arcassem, porque isso não foi ocorrido dentro da minha casa, foi dentro de um órgão público. Quer dizer: aconteceu lá e trouxe o problema pra dentro da minha casa, sendo que eles poderiam ter evitado isso”, diz Ortolani.

A reportagem esteve na Prefeitura de Barrinha para falar com o secretário de educação, mas ele não foi localizado.

Fonte: G1






Preta Forner 450x90TVozVer Mais Veículos




Verde VidaPreta Forner 728x90


Tecnologia
Ciência
Tec. e Informática

Entretenimento
Filmes
Livros
Música
TV

+ Mais
Gospel
Receitas
Saúde

Central
Contato
Localização

Assinante
Acessar
Especiais
Curiosidade Voz
Extr@Voz
Top of Mind
TVoz

Links
Ver Mais Veículos

App Developers
Show
Feliz Natal
Feliz Ano Novo

Estatísticas
Visualizações: 10384328

Online
Temos 256 Visitante(s) Online
A Voz Online | Jornal Voz São Joaquim da Barra e Região


Rua São Paulo, 1579: Ap. 111 (11º Andar) — Centro, Sjm. da Barra - SP | Tel: (16) 3818-0302     ||     Rua 01, 111 — Centro, Orlândia - SP | Tel: (16) 3826-8888