jornal voz Verde VidaDrogaria AlvesEspaço do CorpoPreta Forner 970x200


Notícia

 
Quinta-Feira, 17 de Setembro de 2015
Mitos e verdades sobre aneurisma abdominal
Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade orienta sobre doença que tem diferentes causas e acomete mais homens e fumantes
Mitos e verdades sobre aneurisma abdominal
Não só os brasileiros, mas pessoas de outros países da América a Europa acompanham novelas e séries. A novela “A regra do jogo” que estreou recentemente na TV Globo não foi diferente: Djanira, interpretada pela atriz Cássia Kis, já no primeiro capítulo foi vítima de ruptura de aneurisma de aorta abdominal e precisou ser operada em caráter de emergência. Para esclarecer a doença, a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) explica as principais dúvidas sobre a questão.

“Por definição, o aneurisma de aorta abdominal (AAA) é uma dilatação maior que 3 cm da artéria aorta na sua passagem pelo abdômen. Essa dilatação pode ocorrer por diferentes causas, estando geralmente associada ao envelhecimento e outros fatores”, esclarece Ana Paula Martins, especialista membro da SBMFC. 

Confira os principais mitos e verdades, de acordo com Ana Paula Martins:

O AAA não causa sintomas na maioria dos casos. VERDADEIRO. Raramente os sintomas acontecem. Quando ocorrem, é necessária uma avaliação médica com exame físico cuidadoso, visto que os sintomas são comuns a vários outros problemas de saúde. Caso haja anormalidades no exame físico, ou a pessoa tenha fatores de risco para o problema, o médico poderá solicitar uma ultrassonografia ou outro exame para avaliar.

Quem já teve dor abdominal precisa fazer exame para checar se há ruptura de aneurisma de aorta? FALSO. Quando há sintomas é importante uma avaliação médica, mas não necessariamente um exame específico para aneurisma. Uma dor abdominal pode decorrer de diversos outros problemas mais comuns e alguns tão graves quanto a ruptura de AAA. Dor abdominal nova, intensa, sempre indica uma avaliação médica. Em pessoas com diagnóstico prévio de AAA, ela pode ser um sinal de gravidade, podendo vir acompanhada de outros sintomas que sempre exigem análise: irradiação para região lombar, sangramentos na urina ou fezes.

As dilatações de aorta acontecem mais em homens do que em mulheres. VERDADEIRO. Ainda não há certeza dos motivos, mas acredita-se que os fatores hormonais das mulheres são protetores dessas e de muitas outras condições causadoras de doenças das artérias.

São necessários exames preventivos para detecção precoce. FALSO. Os rastreamentos de doenças em indivíduos saudáveis estão cada vez mais em desuso e no caso da detecção do AAA não é diferente: estão indicados exames de uma forma personalizada, de acordo com a história pessoal e familiar da pessoa, problemas de saúde prévios e atuais, além de exame médico no momento da avaliação. Isso quer dizer que existem pessoas com características específicas, “candidatas” para a avaliação, que não precisa ser feita por todos.

Aneurisma de aorta acontece mais em fumantes. VERDADEIRO. As pessoas que fumam, bem como as hipertensas, são mais propensas ao AAA. Ao contrário do que se pensa, os diabéticos não têm maior chance de terem AAA. Outros fatores de risco que devem ser considerados na avaliação médica: idade (a partir de 65 anos), sexo masculino, cor branca, história familiar de aneurisma de aorta abdominal, dislipidemia e doença cardiovascular aterosclerótica. Esses fatores não devem ser avaliados de forma individual e sim contextualizados com a história da pessoa e o exame físico. Nestas situações, o médico poderá solicitar exames de rastreamento, sem necessidade de repetição anual em caso de normalidade.

Recebi o diagnóstico de AAA. Preciso passar imediatamente por uma operação? FALSO.Muitos aneurismas não têm indicação de cirurgia, a qual é sempre indicada pelo médico, pesando os riscos e benefícios do procedimento junto ao paciente. Quando a cirurgia é eletiva (agendada), o critério de escolha é o tamanho do AAA e suas características, sendo mais comum indicar cirurgias para dilatações maiores que 5,5cm para homens e 5cm para mulheres, podendo variar. No caso de aneurismas menores, estão indicados exames regulares de monitoramento (geralmente ultrassonografia) a cada seis meses, 1 ano ou mais, além de controle de outras doenças ou fatores de risco para AAA (tratamento da hipertensão, cessação do tabagismo e outros).

Preciso pagar para conseguir uma cirurgia de emergência? FALSO. Na novela, a personagem de Djanira demonstra a aflição com a necessidade de uma cirurgia de emergência e o medo de demorar meses no sistema público. No entanto, o Sistema Único de Saúde (SUS) tem surgido estratégias para realizar um atendimento de emergência ágil e de qualidade. Existe atualmente a classificação de risco de urgência e emergência, uma triagem que ajuda a priorizar o atendimento dos que necessitam com maior rapidez que os demais. A ampliação do número de médicos e equipes na atenção básica contribui para que 80% ou mais dos problemas de saúde sejam resolvidos nas unidades básicas, desafogando os hospitais. Ainda, a regionalização da saúde, com a criação de serviços de saúde com tecnologia de ponta, facilita a concentração de recursos e profissionais de excelência em alguns hospitais, devendo os pacientes que necessitam do atendimento serem encaminhados pelo serviço de saúde das suas cidades. Essas são algumas iniciativas que têm resolvido as longas filas nos serviços de saúde.

Este texto baseia-se em referências científicas e no conhecimento de saúde-doença e do sistema de saúde por diferentes médicos de família. Os estudos que embasaram estas informações foram selecionadas de forma cuidadosa e ética para evitar danos desnecessários à saúde das pessoas.

Fonte: Jornal Voz






Ver Mais VeículosTVozPreta Forner 450x90




Preta Forner 728x90Verde Vida


Tecnologia
Ciência
Tec. e Informática

Entretenimento
Filmes
Livros
Música
TV

+ Mais
Gospel
Receitas
Saúde

Central
Contato
Localização

Assinante
Acessar
Especiais
Curiosidade Voz
Extr@Voz
Top of Mind
TVoz

Links
Ver Mais Veículos

App Developers
Show
Feliz Natal
Feliz Ano Novo

Estatísticas
Visualizações: 10575975

Online
Temos 253 Visitante(s) Online
A Voz Online | Jornal Voz São Joaquim da Barra e Região


Rua São Paulo, 1579: Ap. 111 (11º Andar) — Centro, Sjm. da Barra - SP | Tel: (16) 3818-0302     ||     Rua 01, 111 — Centro, Orlândia - SP | Tel: (16) 3826-8888